iClio expande-se para o Brasil

Posted by

A empresa portuguesa iClio, de Coimbra, que cria guias turísticos para grandes cidades internacionais, está a preparar a abertura de uma filial no Brasil, aproveitando o florescimento deste mercado, revelou o seu gestor.

“É um enorme esforço da empresa em penetrar num mercado muito competitivo, mas também muito aliciante, sendo que o acolhimento tem sido excelente. Veremos como acontece com a efetivação dos contactos em negócios”, disse à agência Lusa Alexandre Pinto, gerente da iClio.

O responsável, que se encontra no Brasil desde o início de julho, adiantou que numa primeira fase tenciona manter-se naquele país até setembro a desenvolver contactos empresariais, no sentido de expandir a iClio nesse mercado emergente.

“A proximidade linguística e a emergência do mercado foram fatores determinantes. Neste momento estamos provisoriamente alojados na incubadora SUPERA”, uma Incubadora de Empresa de Base Tecnológica em Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo, explicou.

Alexandre Pinto adiantou que, nesta fase, encara como mais indicado para penetrar no mercado brasileiro o estabelecimento de parcerias, tendo centrado os seus esforços junto de empresas em São Paulo e Rio de Janeiro.

A iClio, que adotou o nome da “musa da História” – Clio -, foi criada em 2010 por quatro antigos colegas da Faculdade de Letras de Coimbra.

O seu primeiro produto são os guias Just in Time Tourist (JiTT), concebidos em aplicações para suportes móveis (iPhone, iPod, iPad e Android), que procuram ser diferentes das oferecidas no mercado, quer nos conteúdos, quer na componente informática.

O primeiro que lançaram no mercado internacional foi da cidade de Barcelona, em fevereiro de 2011, no congresso mundial de aplicações móveis que aí se realizava, considerado então um dos três melhores para visitar a cidade.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.