Grupo de trabalho defende construção do Parque de Máquinas e Oficinas em Ceira

Posted by

A comissão criada pelo Governo para reprogramar as obras do metro ligeiro de superfície no Ramal da Lousã propõe a construção do Parque de Máquinas e Oficinas em Ceira, utilizando os 15 milhões disponibilizados pelo Executivo.

O presidente da comissão, Carlos Encarnação, ex-presidente da Câmara de Coimbra, explicou que os 15 milhões de euros disponibilizados recentemente pelo Governo, no âmbito do atual quadro comunitário de apoio, serão utilizados no PMO “sem o qual não é possível instalar nada no ramal da Lousã”.

As Câmaras de Miranda do Corvo e Lousã defenderam investimentos alternativos à construção do Parque de Máquinas e Oficinas (PMO) em Ceira.

“Penso que a melhor forma de dar credibilidade ao projeto seria acabar com os trabalhos que foram suprimidos nas duas empreitadas parcialmente concluídas e, assim, afastar de vez com a possibilidade de colocação de autocarros no canal da ferrovia”, defendeu a autarca de Miranda do Corvo.

Luís Antunes, da Lousã, defendeu que parte significativa dos 15 milhões de euros disponibilizados pelo Governo deveriam ser aplicados na continuidade das obras no Ramal da Lousã, na zona já intervencionada, entre Serpins e Alto de São João.

O presidente da Câmara de Coimbra concordou com a “solução técnica” de construir o Parque de Máquinas e Oficinas defendida pela comissão responsável pela reprogramação das obras do metro ligeiro de superfície no Ramal da Lousã.

“A solução técnica parece-me a melhor, mas abstive-me [na votação] em solidariedade com as outras câmaras, que queriam ver o dinheiro aplicado em carris”, afirmou João Paulo Barbosa de Melo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.