Agrupamento europeu apoia recuperação de espaços naturais no concelho do Sabugal

Posted by

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero/Douro anunciou hoje o lançamento do concurso internacional para obras de recuperação ambiental de 17 locais do concelho do Sabugal, num investimento superior a 61 mil euros.

A direção do AECT, organismo ibérico que junta mais de 187 entidades públicas e privadas de Portugal e de Espanha, explicou, em comunicado, que lançou o concurso para realização de “17 obras de recuperação de espaços naturais degradados”, em 16 freguesias e na vila do Sabugal, distrito da Guarda.

O agrupamento adianta que as intervenções, com um orçamento total de 61.768,35 euros, se baseiam “principalmente no acondicionamento” de zonas verdes e jardins, na limpeza e adaptação de ribeiras e praias fluviais e na criação de caminhos turísticos nos espaços naturais.

Estão previstas intervenções nas praias fluviais de Sabugal, Vale das Éguas, Quadrazais e Fóios, junto da ponte de Vilar Maior, no acesso às muralhas de Vila do Touro e à torre do relógio da aldeia histórica de Sortelha.

O plano do AECT também integra, entre outras ações, melhorias no parque de merendas de Roque Amador e na área circundante da capela de Santo António, na localidade de Aldeia da Ponte.

As intervenções estão integradas no projeto ‘Fronteira Natural’, que, segundo o AECT Duero/Douro recuperará, antes do final do ano, “uma centena de espaços verdes” em localidades fronteiriças de Portugal e de Espanha.

O agrupamento refere que desenvolve o projeto com o objetivo de “conservar e revitalizar o património natural da zona fronteiriça”, estando a realizar “uma centena de atuações” de conservação ambiental.

O investimento total do projeto ascende a 800 mil euros e conta com uma comparticipação comunitária de 600 mil euros, ao abrigo ao Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal 2007-2013.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.