PJ identifica presumível autor de fogo florestal em Alcobaça

Posted by

DR

A Polícia Judiciária (PJ) de Leiria anunciou hoje a identificação e detenção de um homem suspeito da autoria de crimes de incêndio florestal ocorridos no dia 17 de julho, em Moleanos, Alcobaça.

“O arguido terá agido por motivos fúteis, criando grave perigo por toda a zona geográfica envolvente – bens e pessoas – e os seus atos só não causaram danos mais avultados pois os incêndios foram prontamente combatidos”, explica a PJ em comunicado.

O homem, de 25 anos, cabouqueiro numa empresa de extração de pedra naquele concelho, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

O fogo foi detetado às 15H00 de 17 de julho e esteve ativo quase nove horas numa zona florestal localizada no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, chegando a mobilizar 135 bombeiros, apoiados por 40 veículos e dois helicópteros.

One Comment

  1. Abílio Ferreira says:

    A condenação de um indivíduo como este, nem sempre é adequada. Muito menos serve para a recuperação ou o entendimento do ato praticado. Agora se fosse condenado a plantar e a repôr tudo ou pelo menos uma parte do que estragou, aí sim. tenho a certeza que aprenderia a não voltar a fazer o mesmo. Serviria também de exemplo a outros, que tivessem em ideia fazer algo parecido.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.