Jovens e idosos aumentam população sem-abrigo em Coimbra

É a primeira a aproximar-se da carrinha da Associação Integrar. É, também, a primeira a afastar-se com a comida na mão. Está grávida de seis meses e meio, orfã de afetos e do companheiro que fugiu mal soube que ia ser pai.

Todas as semanas, a rapariga surge perto da carrinha à procura de comida. E todas as semanas é a primeira a ir-se embora, evitando dar explicações sobre o que aconteceu e sobre o que pretende fazer com o filho que carrega no ventre.

A mulher, morena e franzina, é uma entre centenas de sem-abrigo que pernoitam nas ruas da cidade de Coimbra. Em comum têm ausências, ruturas, fragilidades. Perdas progressivas numa sociedade em crise e cada vez mais individualista.

“Os técnicos têm observado um aumento da população sem-abrigo, sobretudo de pessoas jovens e também de pessoas mais idosas”, afirma Jorge Alves, presidente da Associação Integrar.

Versão completa na edição impressa

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.