Imperador de Eiras regressou para cumprir a tradição

O Cortejo do Imperador, ponto alto das festas em honra do Divino Espírito Santo, regressou ontem às ruas da freguesia de Eiras.

Como já vem sendo hábito, a iniciativa contou com cerca de uma centena e meia de pessoas, entre os quais 15 cavaleiros, que tentaram recriar todo o ambiente da época em que aquela localidade tinha um Imperador (homem bom da terra). É o momento da coroação que o povo recria, todos os anos, na Igreja Matriz de Eiras. Assim foi ontem.

Pouco passava das 10H00, quando o Imperador – este ano “personificado” pelo cavaleiro Manuel Abrantes Alves –, concedeu clemência ao preso, soltou as pombas e deu início ao cortejo. Atrás dele, os romeiros a pé ou a cavalo, trajados a rigor, com indumentárias idênticas às usadas antigamente.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.