Avanço do mar no centro das preocupações em Marinha das Ondas

 

A Concelhia do PS da Figueira da Foz visitou sábado a freguesia de Marinha das Ondas para dar continuidade “ao trabalho de aprofundamento do conhecimento dos problemas e asseios da população”. A visita, que contou com a presença do presidente da federação distrital do PS, Mário Ruivo, começou com uma apreciação visual do estado das dunas, na Praia da Leirosa.

“O avanço do mar, nomeadamente junto ao emissário que vem das fábricas de celulose, é preocupante”, disse João Portugal. De acordo com o presidente da Concelhia do PS da Figueira da Foz tem que ser feita uma rápida intervenção, devido à degradação das dunas.

Também o presidente da Junta de Marinha das Ondas, que participou no périplo pela freguesia, referiu que “neste momento ainda não há problemas no emissário”. No entanto, o autarca ressalvou que a duna primária junto ao emissário está em muito mau estado. “O mar está a levar a areia”, afirmou Manuel Nada. “Este ano tem que haver uma intervenção de fundo. Se não se fizer nada vai prejudicar o trabalho do próprio emissário das fábricas”, acrescentou ainda.

Entretanto, a comitiva socialista, que contou ainda com a presença do vice-presidente da Câmara da Figueira da Foz, entre outros, continuou o périplo visitando posteriormente todas as coletividades da freguesia. “Os deputados ficaram sensibilizados para as necessidades e condições das próprias associações”, disse Manuel Nada. “A junta de freguesia também não pode ajudar muito porque financeiramente está com algumas dificuldades”, lamentou.

 

Base dos escuteiros

“Visitámos ainda um conjunto de instituições de solidariedade social que estão preocupadas com os acordos que não conseguem com a segurança social, nomeadamente a casa do povo”, referiu por seu turno João Portugal.

Ainda de acordo com o presidente da Concelhia do PS da Figueira da Foz, o Agrupamento de Escuteiros de Marinha das Ondas lançou um apelo para que se fizesse um pedido à Direção Geral de Recursos Florestais, para que cedesse a antiga casa do guarda na Leirosa, com o objetivo de criarem um pólo/base naquele lugar. A comitiva socialista esteve, também, no local onde se pretende construir o Centro Escolar de Marinha das Ondas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.