Agência de emprego recrutou 350 enfermeiros para trabalhar no estrangeiro

Posted by

As condições precárias de trabalho e o desemprego foram as razões apontadas hoje por profissionais de enfermagem que se candidataram para trabalhar na Alemanha através de uma agência especializada no recrutamento de profissionais de saúde.

Leandra, de 23 anos, recém-licenciada pela Universidade de Aveiro, desempenha desde outubro de 2011 funções numa empresa de cuidados ao domicílio. Entre “um trabalho precário”, em que não exerce a sua profissão “em pleno”, e a emigração, esta jovem enfermeira optou pela segunda hipótese.

Sylwia Markiewicz, responsável pela agência recrutadora Best Personnel, afirmou que desde que iniciou funções, em maio de 2009, já contratou para trabalhar no estrangeiro cerca de 350 enfermeiros.

“A procura tem vindo a crescer de forma muito significativa. Inicialmente eram os recém-licenciados, mas no último ano têm surgido candidaturas de profissionais já com experiência ou a trabalhar, mas em condições que os deixam muito insatisfeitos”, disse a responsável.

Para trabalhar na Alemanha candidataram-se 50 enfermeiros, dos quais 23 foram selecionados para a fase da entrevista, que decorre hoje e amanhã.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.