UBI quer estreitar relações com empresas e com o tecido social

Posted by

O incremento da relação com as empresas e com o tecido social, “é uma das notas mais evidentes” do Plano Estratégico 2020 da Universidade da Beira Interior (UBI), destacou hoje à Lusa o reitor da instituição, João Queiroz.

O documento define a estratégia da UBI até 2020 com base “em quatro pilares fundamentais: ensino de excelência, internacionalização, interação com a sociedade e qualidade”, destaca aquele responsável.

De acordo com João Queiroz, o plano resulta da auscultação de todos os intervenientes na vida da universidade, com uma comunidade académica de cerca de 8000 pessoas.

As ideias traçadas pela universidade apontam ainda para “estabilidade governativa, que deve persistir independentemente da liderança da instituição”.

Por entre os princípios estabelecidos, “o que é mais evidente é que vai haver uma maior interação com a cidade e a região”, algo que o reitor encara como um desígnio natural da UBI.

A intenção “vai traduzir-se a curto e médio prazo em ações com autarquias, empresas e associações de empresários”, sublinha.

João Queiroz considera que o Plano Estratégico 2020 faz sentido, apesar da incerteza que hoje se vive ao nível das finanças públicas, ou seja, “a universidade tem que ter sempre um caminho orientador, depois podemos adiantar ou atrasar as medidas em função dos recursos disponíveis”, refere.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.