“Não sei se o partido me quer como recandidato” na Figueira da Foz

Posted by

 

| Open Player in New Window

A praia da Tamargueira vai ter condições para poder ser utilizada na próxima época balnear?

Não estou muito otimista, porque falta muita areia. Também a norte, e isso é o que me preocupa mais.

Mantém que a vala de Buarcos é um cancro ambiental?

Quem disser o contrário, não está a ver a realidade. Contudo, apraz-me registar que já estão a intervir nela (a Câmara da Figueira da Foz e a Águas da Figueira).

Os moradores e comerciantes da zona da rua 5 de Outubro já têm lugares de estacionamento reservados, como lhes foi prometido?

Há um espaço reservado, com cerca de 15 lugares. Não está a ser eficaz, talvez por falta de sinalização do espaço, mas isso que tem de ser resolvido antes do verão (pela Câmara da Figueira da Foz).

Teme pelo futuro da freguesia, na reforma administrativa?

Não. Parece que nos safámos numa bateirinha. Buarcos não deverá ser afetada. Se for afetada, vai ser muito complicado porque os residentes não vão aceitar. A nossa posição é a de não agregarmos outras freguesias e não sermos agregados.

Quais são os principais problemas da freguesia?

O desemprego, que provoca pobreza. Dentro daquilo que podemos, estamos a ajudar pessoas carenciadas.

Vai candidatar-se ao segundo mandato?

É uma coisa que não me está a preocupar. Há dias, estando com a família, cansado, exclamei: meu Deus, só falta um ano e meio! A última decisão é sempre minha, mas também não sei se o partido (PS) me quer. Vão decorrer eleições internas, e há dois candidatos para a secção de Buarcos (Luís Ribeiro, que se recandidata, e António Manuel Santos). Em relação a Luís Ribeiro, não tenho dúvidas que quer que me recandidate; em relação à outra candidatura, chegou até a mim que o candidato deles não serei eu.

Esta entrevista pode ser ouvida na íntegra no programa “Clube Privado” da Foz do Mondego Rádio (99.1FM), às 19H00 de sexta e de sábado e às 22H00 de domingo, e em www.asbeiras.pt.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.