Meios de combate a incêndios mudam-se este ano para Cortes do Meio

Posted by

Os meios de combate a incêndios que até ao último ano ficavam estacionados no aeródromo da Covilhã vão passar para outro ponto do concelho, nas Cortes do Meio, Serra da Estrela, informou hoje fonte municipal.

O aeródromo da Covilhã foi desativado no final de 2011 para instalação no local de um centro de dados da Portugal Telecom.

Entretanto, a Câmara da Covilhã, em parceria com a Junta de Freguesia das Cortes do Meio e a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), adaptou a zona do Alto da Cerca para acolher um heliporto e instalações para pessoal.

Segundo Rui Esteves, comandante operacional distrital sw Castelo Branco da ANPC, no local vão ficar os mesmos meios que já estavam no aeródromo da Covilhã em 2011.

No âmbito do dispositivo nacional, a Covilhã volta a acolher um helicóptero bombardeiro ligeiro para combate a incêndios com uma equipa de cinco pessoas da Força Especial de Bombeiros (FEB) e uma viatura ligeira de ataque a fogos com outros cinco elementos da FEB.

Um piloto, um operador de telecomunicações, um mecânico e outro elemento para apoio logístico completam a equipa de 14 pessoas que vão usar as instalações do Alto da Cerca.

Os meios no local vão estar operacionais a partir da fase Bravo de combate a incêndios (que decorre entre 15 de maio e 30 de junho) e até à fase Delta (de 01 a 15 de outubro).

Para Rui Esteves, “esta é uma excelente solução, numa parceria com articulação e entendimento totais”, sublinhou.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.