Mário Ruivo quer candidatos autárquicos definidos até final do ano

Posted by

O deputado Mário Ruivo, que se recandidata à liderança da Federação de Coimbra do PS, defendeu este domingo que os nomes dos candidatos socialistas às 17 câmaras do distrito “devem estar definidos” até ao final do ano.

Ao intervir na apresentação pública da sua candidatura, no auditório do Conservatório de Música de Coimbra, Mário Ruivo disse que esta é uma das suas prioridades, caso seja reconduzido no cargo de presidente da Federação do partido.

Se for reeleito, no dia 16 de junho, incentivará de imediato a discussão no seio das comissões políticas concelhias tendo em vista a escolha dos 17 candidatos às eleições autárquicas de 2013.

O arrastamento do processo de instalação de um metro ligeiro de superfície, na cidade de Coimbra e no ramal ferroviário da Lousã, desativado há mais de dois a fim de realizar investimentos vultuosos com esse objetivo, foi uma das questões locais a que Mário Ruivo deu mais destaque no seu discurso.

Ao acusar o executivo de Pedro Passos Coelho de ser “um Governo de liquidação nacional”, alegadamente sujeito às diretivas da ‘troika’ internacional, o deputado do PS fez “um apelo aos movimentos cívicos” da região que apoiam o projeto da Metro Mondego (empresa de capitais públicos criada há 16 anos para o efeito) no sentido de “fazerem ouvir a sua voz”, reclamando o avanço dos trabalhos agora suspensos.

Face às medidas de austeridade do Governo, no atual momento de crise, cabe aos socialistas e ao PS “serem portadores de uma esperança para os portugueses”, afirmou Mário Ruivo, considerando que eles “vivem hoje sem esperança no futuro e desesperados com o presente”.

Na sua opinião, o PS “precisa de saltar a cerca e cumprir-se” com os portugueses, constituindo-se como alternativa de poder em Portugal, num momento em que “o mundo está numa encruzilhada”.

Perante “um Governo de liquidação nacional”, o seu partido deve afrontar as políticas que mais prejudicam a vida dos trabalhadores e dos portugueses em geral, “sem medo dos mercados e dos memorandos”, numa alusão ao memorando da ‘troika’.

A candidatura de Mário Ruivo é apoiada por oito dos 17 presidentes das concelhias do PS do distrito de Coimbra: Francisco Rolo (Oliveira do Hospital), Abel Fernandes (Arganil), Rui Brito (Tábua), Luís Antunes (Lousã), Miguel Baptista (Miranda do Corvo), Emílio Torrão (Montemor-o-Velho), Licínio Palhadão (Mira) e João Portugal (Figueira da Foz).

António Campos, mandatário da candidatura de Mário Rui e um dos fundadores do PS, do qual é o militante nº 3, foi outro dos oradores da sessão, em que participaram centenas de militantes.

“Queria ser o militante 100 mil, que era para vos poder ajudar nos momentos que nos esperam”, disse António Campos, realçando o facto de Mário Ruivo ser apoiado por vários dirigentes do partido ainda jovens.

Susana Pereira integra a candidatura de Mário Ruivo, disputando a liderança do Departamento Federativo de Mulheres Socialistas.

Também Pedro Coimbra, presidente da Assembleia Municipal de Penacova, apresentou, no dia 15, a sua candidatura à presidência da Federação de Coimbra do partido.

(Artigo da Agência Lusa)

3 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.