Especialistas alertam para desperdício de 750 milhões de euros/ano em água

Posted by

Um grupo de docentes da universidade de Aveiro alertou hoje para o facto de Portugal deitar fora 750 milhões de euros por ano em água desperdiçada e defendeu como prioritária a certificação da eficiência hídrica de edifícios e equipamentos.

O aviso foi deixado num seminário, em Estarreja, pela equipa da Universidade de Aveiro que desenvolveu para a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) um modelo de eficiência hídrica.

De acordo com Silva Afonso, docente daquela universidade, “já existe classificação da eficiência hídrica de equipamentos, como autoclismos, chuveiros e torneiras, mas tem havido falta de divulgação do sistema e não há sequer a exigência de equipamentos eficientes nos concursos públicos”, quando os equipamentos da classe “A” permitem poupanças até 30 por cento.

“Em Portugal estima-se que sejam desperdiçados anualmente três mil milhões de metros cúbicos de água, metade dos quais no consumo urbano, que corresponde a cerca de 750 milhões de euros que o País perde e representa 1,65 por cento do Produto Interno Bruto”, afirmou aquele académico.

A reduzida atenção que tem sido dada ao problema é explicada por Vítor Ferreira, outro dos oradores no seminário, com o tradicional baixo valor comercial da água, situação que está a mudar por causa do “stress hídrico”, que leva a um agravamento dos custos para disponibilizar água potável de qualidade às populações.

“Concentramo-nos na fatura energética pela fatura que representa e o baixo valor comercial tem levado a ignorar o valor da água, o que está a ser corrigido devido aos problemas de stress hídrico”, comentou.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.