Segurança Social “retarda” altas hospitalares de idosos

DR

Uma maior demora na resposta da Segurança Social aos casos de internamentos por motivos sociais obriga a um acréscimo de dias dos doentes nos hospitais. Em Coimbra, fonte do CHUCCentro Hospitalar e Universitário admite que as situações mais complexas são as dos idosos sem família ou sem condições de acolhimento.

Em declarações à Lusa, uma fonte dos CHUC refere que a maioria dos casos detetados são idosos que vivem sozinhos e sem familiares com condições para os acolher. “Nesses casos, o ingresso em lar, comparticipado pela Segurança Social, é muito difícil e alguns ficam internados demasiado tempo”, lamenta a fonte.

Noutro hospital, a coordenadora do Serviço Social admite tratar-se de “situações em que o apoio domiciliário (prestado por instituições da comunidade) se revela insuficiente face às necessidades de suporte social dos utentes” ou em que os doentes e os familiares não têm meios para suportar a mensalidade de um lar.

Versão completa na edição impressa

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.