Festival regressa a Idanha-a-Nova com preços especiais

A 9.ª edição do Boom Festival, que decorre em Idanha-a-Nova, entre 28 de julho e 4 de agosto, conta este ano com preços especiais para os estudantes portugueses e para os países sob programa de assistência financeira.

Espanha será também incluída neste pacote exclusivo dado o difícil período que atravessa. A iniciativa pretende minimizar o recente aumento do IVA em produtos culturais, simultaneamente democratizando o acesso aos mesmos aos países afetados pela crise.

Tal como nas edições passadas os bilhetes do Boom Festival são vendidos com valores crescentes, consoante a fase em que são comprados. Este ano a organização estabeleceu dois novos tipos de entradas que podem ser adquiridas a um preço especial até ao fim da segunda fase, que termina a 6 de abril.

A partir de 7 de abril inicia-se a última etapa, com preços mais elevados, mas ainda sob desconto. Este prazo finaliza a 3 de julho.

O primeiro pacote exclusivo foi desenvolvido para os estudantes portugueses, residentes em território nacional, e tem o custo de apenas 100€, o que representa uma média de 12,5€/dia. O segundo pacote, designado preço social, destina-se a todos os países europeus que vivem atualmente uma conjuntura económica mais desfavorável em virtude da crise. Entre eles encontram-se os três estados sobre programa de ajustamento: Grécia, Irlanda e Portugal. Espanha junta-se também a este grupo, dada a sua situação económica e claro por ser um dos públicos mais fiéis do Boom Festival.

Desta forma, qualquer residente em Espanha, Grécia, Irlanda e Portugal, que apresente um comprovativo de morada, tem direito a este desconto caso compre o seu bilhete dentro do prazo limite, junto de um dos embaixadores do festival. Durante a segunda fase o ingresso tem apenas o custo de 125€ e na terceira 145€. Após este termo será aplicado o preço regular da entrada que tem um valor de 180€.

Para além destas novas exceções, o Boom mantém a filosofia de dar oportunidade a todos tendo em conta as diferentes economias mundiais. Desta forma, os residentes dos países em desenvolvimento irão este ano continuar a contar com o habitual desconto. Até dia 3 de julho os residentes destes países poderão adquirir a sua entrada, junto de um dos embaixadores representantes do festival, por apenas 120€. O Boom Festival conta com 115 embaixadores oficiais, em mais de 50 estados. Até à data já se registou a compra de bilhetes em pré-venda em 82 países.

Como já é hábito em todas as edições é selecionado um país convidado. Este ano juntam-se dois à lista. Os residentes no México e na Guatemala têm direito a um bilhete totalmente de graça. Para o efeito, necessitam apenas de mostrar ao embaixador local o comprovativo de residência.

Mantém-se também este ano a tradição dos bilhetes participativos. Todas as edições o Boom Festival dá oportunidade àqueles que estão desempregados, ou que recebem o ordenado mínimo, de estarem presentes no evento. Para o efeito são abertas candidaturas e os interessados podem solicitar um bilhete de graça em troca da prestação de um serviço, como a elaboração de uma peça de arte, ou outro tipo de contributo. Dado o grande número de submissões as candidaturas já foram encerradas. No final de maio serão dados a conhecer os vencedores.

Para os visitantes estrangeiros o Boom Festival providenciou autocarros com diferentes percursos, para facilitar o acesso ao recinto. Há a possibilidade de partir do aeroporto de Lisboa, Madrid, Grenoble, ou Paris, consoante o país de origem. Os bilhetes são de ida-e-volta e os preços variam de acordo com a rota pretendida.

2 Comments

  1. tenho uma amiga que vem do Brasil. Como devo comprar o bilhete dela e a que preço?
    Obrigada

    Paula

  2. Oi moro no brasil gostaria de saber informação mais especifica do evento se psso ficar durante o tempo de uma semana no evento acampado, como chegar tenho muito vontade de conhecer o evento , mas não tenho a minima ideia como chegar our comprar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.