“Sou do tempo em que pagávamos para participar no Carnaval de Buarcos”

Posted by
Foto Pedro Cruz

Gostou da experiência de ter partilhado o trono com Paulo Futre?

Muito. Foi uma experiência que jamais esquecerei, porque Paulo Futre é extremamente humano, simpático, quis agradar a todos, inclusivamente aos miúdos que pediam autógrafos. Foi uma pessoa extremamente simpática porque partilhava sempre o protagonismo comigo. Ele levou milhares de pessoas ao Carnaval de Buarcos.

Sentiu-se ainda mais rainha no desfile de terça, sem rei?

Sim. Senti-me ainda mais rainha, mas também com mais responsabilidade. Contudo, faltava-me o Paulo Futre, senti a falta da presença dele junto do público. Mas acho que não deixei o Carnaval perder devido à falta do rei.

Gosta mais do atual figurino do Carnaval ou do anterior, organizado por uma comissão local?

Agora estamos mais à vontade para fazer os fatos. Sou do tempo em que se pedia dinheiro para podermos participar. no Carnaval Agora há um subsídio. Não é grande coisa, mas, ajuda a equilibrar as contas.

Acha que os reis deviam ser figuras locais?

Não. Esta modalidade está muito bem pensada e deve continuar. Deve haver sempre uma pessoa mediática, para trazer público, e uma outra local, para a acompanhar no carro dos reis.

A participação como rainha no carnaval terá contribuído para divulgar a sua carreira de cantora?

Sim. É sempre bom lembrar às pessoas que a rainha tem o Duo São Pedro. Fiz espetáculos no Carnaval e vi que havia um certo orgulho por terem ali a rainha.

 

 

| Open Player in New Window

 

| Open Player in New Window

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.