Fábrica da PSA Peugeot em Mangualde pára mais dois dias

DR

A Peugeot Citroën (PSA) de Mangualde vai continuar parada na segunda e terça-feira, prevendo retomar a laboração normal na quarta-feira, depois de uma falha no fornecimento de parafusos ter interrompido a produção durante os últimos três dias.

O diretor financeiro da PSA, Elísio Oliveira, em declarações à Agência Lusa, explicou que o prolongamento da paragem por mais dois dias que o que estava previsto resulta da necessidade de estabelecer o fluxo normal por parte do fornecedor de parafusos, essenciais para a linha de montagem de viaturas.

Esta paragem no fornecimento, da responsabilidade de um fabricante francês, afetou todas as unidades de produção da Peugeot-Citroen na Europa.

Elísio Oliveira sublinhou ainda que, após a interrupção do fornecimento de parafusos, tratando-se de “peças de segurança de alta tecnicidade e robustez”, sucedeu, como é normal nestas situações, um desencadear de situações que levaram ao alargamento do tempo de paragem na fábrica de Mangualde, bem como em todas as unidades do grupo.

Como exemplo, o diretor financeiro da PSA de Mangualde sinalizou que os parafusos em questão servem para a produção de veículos mas também para os seus órgãos mecânicos, de onde resulta que, ”por vezes, o fornecimento está solucionado na montagem mas podem falhar alguns componentes, como motores”.

Para já, embora esteja ainda sujeito a confirmação, a produção normal deverá ocorrer na quarta-feira, 21 de setembro.

A PSA garante ainda que os trabalhadores não afetados nos seus salários devido a esta paragem.

5 Comments

Responder a Trabalhador PSA Cancel

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.