Concelho de Góis convida-o a espreitar o maravilhoso mundo da arte

Foto de Luís Carregã

O cenário não podia ser mais adequado: o corredor verde do Parque do Cerejal é, por si só, uma “obra de arte”, refletida nas águas do rio Ceira, que corre ali ao lado. Não deverá ser por um acaso que é, também, naquele espaço que o Góis Arte tem crescido e se tem mostrado ao mundo.

A iniciativa está de regresso e, por estes dias, as esculturas começam a ganhar formas no Parque do Cerejal. A partir de amanhã e até domingo, o concelho acolhe o Góis/Oroso Arte (este ano com uma nova designação, fruto da relação com o município da Galiza).

Além das esculturas, os visitantes terão a oportunidade de apreciar obras nas áreas da pintura, do vitral, da fotografia ou da cerâmica. E, depois, haverá espetáculos e performances ao vivo de diversas manifestações artísticas, em vários espaços do concelho.

Desde logo, na Casa do Artista, onde será inaugurada, amanhã, uma exposição de pintura. No sábado, logo pela manhã, às 10H00, haverá arte ao vivo no Parque do Cerejal, com um ateliê de desenho e pintura aberto à população pela artista Jacqueline Moys.

Pelas 17H30, a aldeia de xisto Aigra Velha recebe um encontro de poesia popular intitulado “A natureza da Serra”, com João Castro Nunes, Josefina Almeida, Eugénia Santa Cruz, Carlos Carranca e Eduardo Aroso. Duas horas mais tarde, o auditório da Casa da Artista será palco da apresentação do livro “Mário Silva: pintor-minotauro numa série de biografia” da autoria da jornalista Licínia Girão.

As noites serão brindadas com espetáculos de dança contemporânea e ballet, de teatro e de música.

Mais informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 14 de julho

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.