Bom Sucesso vence marchas populares na Figueira da Foz

Posted by

Associação Jovem Fresca Coragem convenceu o júri e o público

A marcha da Associação Jovem Fresca Coragem foi a grande vencedora das Marchas Populares de São João na Figueira da Foz. A formação conquistou os votos do júri, subindo ao primeiro lugar do pódio na classificação geral. Porém, caiu também nas graças do público, que a elegeu igualmente como a melhor marcha.

Recorde-se que, este ano, para além da votação do júri, o público ontem (24) presente no Coliseu Figueirense elegia também as três melhores marchas. Os bilhetes de entrada, ao preço de três euros, serviram de boletins de voto.

A freguesia de Bom Sucesso, que já não marchava há 11 anos, arrecadou ainda todos os prémios por categorias, exceto o de melhor letra e cavalinho, que foram entregues, respetivamente, ao Grupo Instrução e Sport (Buarcos) e à Sociedade Filarmónica Paionense (Paião).

Ao pódio subiu também a Sociedade Filarmónica Paionense, em segundo lugar, e o Grupo Instrução e Sport como terceira classificada. Contudo, a formação da Escola Secundária Bernardino Machado mereceu também o destaque de Isabel Maranha Cardoso, presidente da Figueira Grande Turismo (FGT), que em declarações ao DIÁRIO A SBEIRAS, sublinhou “o esforço meritório” do grupo e a importância de envolver as camadas mais jovens neste tipo de tradições.

Este ano, foram seis as marchas concelhias que desfilaram na Avenida 25 de Abril (dia 23) e no Coliseu Figueirense (24) – Sociedade Filarmónica Paionense, Quiaios Clube, Grupo Instrução e Sport, Escola Secundária Bernardino Machado, Associação Jovem Fresca Coragem e Sport Club de Lavos. No total, estiveram envolvidos cerca de 500 participantes.

As tunas Imperial Neptuna Académica, no dia 23, e a Bruna- Tuna Universitária da Figueira da Foz, dia 24, também contribuíram para a animação, bem como as marchas infantis do Centro Paroquial de Maiorca e da Escola Básica de Lares. O balanço é, nas palavras de Isabel Maranha Cardoso, “muitíssimo positivo”, principalmente pela “capacidade de entrega das pessoas”.

“É um sinal de que a identidade local está muito viva”, afirma. O Coliseu Figueirense, frisa ainda a presidente da FGT, “há muito tempo que não enchia tanto”.

No que respeita ao Banho Santo, os vencedores foram Fernando Maltez e Carlos Certo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.