Festa da Sardinha no Coliseu Figueirense celebra 25 anos

Posted by

José Leonardo, Isabel Maranha Cardoso, Miguel Amaral e Carlos Baptista 

É o mais antigo evento gastronómico do país. Para comemorar um quarto de século de existência, a organização da Festa da Sardinha da Figueira da Foz lança fogo de artifício, nos três dias do certame.

 

Há nove anos que a Malta do Viso e o Coliseu Figueirense organizam a Festa da Sardinha. Ou seja, desde que a empresa municipal Figueira Grande Turismo (FGT) decidiu transferi-la da praça de touros para os restaurantes da cidade. No entanto, a Malta do Viso manteve a organização do evento no local , apesar das contestação da restauração.

Este ano, a FGT decidiu apoiar o evento do Coliseu Figueirense, deixando cair o formato que apoiou durante nove anos.

“A Festa da Sardinha continua bem viva, mantendo o cunho popular que a caracteriza”, disse o presidente do conselho de administração do Coliseu Figueirense, na apresentação do evento, ao início da noite de sexta, 27. Miguel Amaral agradeceu ainda aos mais de 100 voluntários da Malta do Viso que mantêm vivo o evento.

Isabel Maranha Cardoso, vereadora da Câmara da Figueira da Foz e administradora da FGT, realçou o “apoio simbólico” da empresa municipal à Festa da Sardinha. A autarca aproveitou para anunciar que em 2012 deverá ser realizado na cidade um evento gastronómico com a restauração local, num espaço a definir.

“O anterior modelo estava esgotado (Figueira Gastronómica, conjunto de seis eventos realizados nos restaurantes aderentes ao longo do ano)”, disse Isabel Cardoso.

“Em boa hora a FGT decidiu reconhecer que esta é a verdadeira Festa da Sardinha, a festa popular”, realçou, por seu turno, Carlos Batista, da Malta do Viso.

A Festa da Sardinha realiza-se nos dias 9, 10 e 11 de junho, no Coliseu Figueirense, das 19H30 às 22H30, dando início às Festas da Cidade da Figueira da Foz, que celebra o S. João. A entrada custa três euros, com tudo incluído (sardinha, broa, caldo verde e bebida), exceto sobremesa e café.

A Cooperativa de Produtores de Peixe Centro Litoral oferece duas toneladas de sardinha. Sem esta oferta, vincou a organização, os preços não podiam ser populares.

Segundo a organização, a afluência de público aumenta todos os anos. Em 2010, a Festa da Sardinha foi frequentada por cinco mil comensais. Esta ano, a Malta do Viso está preparada para assar 500 sardinhas em casa 10 minutos.

Para comemorar um quarto de século de existência, há fogo de artifício em cascata, nos três dias do evento.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.