Direção da Académica acusa Maló de Abreu de utilizar indevidamente os dados dos sócios

Foto de Carlos Jorge Monteiro

 

A direção da Académica acusou esta terça-feira (24) a candidatura de Maló de Abreu de utilizar indevidamente os dados dos associados para fins de campanha eleitoral, de acordo com um comunicado publicado no sítio do clube na internet.

A direção da Briosa informa que foi apenas recebido um pedido para que fossem fornecidos os dados dos associados para utilização na campanha eleitoral, por parte da candidatura do atual presidente José Eduardo Simões.

No entanto, o comunicado acusa a candidatura de Maló de Abreu de enviar mensagens para telemóveis e endereços eletrónicos de associados, bem como cartas.

A direção da AAC/OAF acrescenta que, “para satisfazer legalmente esse pedido”, solicitou à Comissão Nacional de Proteção de Dados a correspondente autorização e conclui que não chegou qualquer pedido para utilização de elementos ou informações da base de dados de associados por parte da candidatura de Maló de Abreu (Mais Académica), candidatura esta que chegou a enviar cartas a associados com menos de 18 anos e menos de dois anos de associados, os quais nem sequer constam de qualquer caderno eleitoral.

As eleições dos órgãos sociais da Académica de Coimbra realizam-se no dia 7 de junho.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.