Viva a festa. Venham as máscaras!

Spread the love

Editorial: Eduarda Macário

O Governo decidiu conceder tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval aos “trabalhadores que exercem funções públicas na administração central e nos institutos públicos”. Um rebuçado para adoçar as medidas de austeridade com que o Governo continua a presentear os portugueses. E assim, por um dia, esquecem-se os aumentos dos combustíveis e dos juros nos créditos à habitação; o fecho dos colégios, o processo de avaliação dos professores, o desemprego que já bateu à porta de mais de 600 mil portugueses; os cortes nos subsídios, abonos e estágios, os projetos eternamente adiados por causa da crise, o fecho das escolas básicas em todo o interior do país. E, pelo menos, por um dia, todos parecem ficar a ganhar.

O Governo que se livra de protestos e manifestações. Os trabalhadores da Função Pública que adormecem os problemas e os adiam para quarta-feira. Os organizadores dos diversos corsos carnavalescos que poderão recuperar os investimentos feitos para que a tradição se mantenha, alguns com bastantes sacrifícios, reconheça-se. Mas, uma vez mais, fica o país a perder. E nem o ministro nem o primeiro-ministro parecem interessados em fazerem contas. Assim como os próprios sindicatos, já que nenhum veio a público assumir que a tolerância de ponto é uma perda significativa na produtividade de um setor (o público) com tanto peso no nosso país. Não fossem os outros… os empresários e os trabalhadores que não exercem funções públicas na administração central nem nos institutos públicos e o país parava mesmo.

Numa altura em que Portugal bate à porta da Alemanha a “pedir batatinhas” à senhora Merkel, numa altura em que (ainda) há vozes a discutir – e a defender – a entrada do FMI, nada melhor do que “fechar a porta”, colocar a máscara e correr para a festa. Quem vier a seguir que “pague” a conta!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.