Movimento de cidadãos exige deslocalização da ETAR de Alvôco das Várzeas

Spread the love

O movimento de cidadãos “Salvem Alvôco das Várzeas” procurou sensibilizar o gabinete da ministra do Ambiente, numa reunião realizada ontem (2), no sentido da alteração da localização da ETAR em construção no concelho de Oliveira do Hospital.

Fernando Andrade, daquele movimento, disse à Lusa que, no encontro, realizado em Lisboa, foi apresentado um estudo apontando que a mudança de local da obra levaria a uma diminuição dos custos de construção.

A polémica sobre a construção daquela infraestrutura começou no verão de 2010, quando um grupo de cidadãos se manifestou contra a localização da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), levando a autarquia a decidir suspender as obras, para avaliar a situação.

Em dezembro, porém, a Câmara comunicou à empresa Águas do Zêzere e Côa (AZC) – responsável pela construção -, que podia reiniciar os trabalhos “no terreno inicialmente previsto para o efeito com as melhorias surgidas durante o período de discussão”, com o argumento de que o local proposto pelo movimento “obrigaria a um aumento considerável do preço”. Este foi o argumento contestado na reunião de quarta-feira entre o movimento e o Ministério.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.