Festa do Queijo de Oliveira do Hospital com 160 produtores

O preço do queijo Serra da Estrela não aumenta “há mais de quinze anos” criando dificuldades económicas aos produtores, disse à Lusa João Mandanelo, da associação de produtores ANCOSE.

A generalidade dos produtores presentes na XX Feira do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital queixa-se do aumento dos fatores de produção em contraponto com o preço do queijo, que se mantém estável há muito tempo.

“Os produtores não conseguem organizar-se por forma a estabelecerem regras de comercialização para este produto”, o que faz com que os pequenos mantenham uma distribuição “porta a porta” e só os grandes consigam chegar à grande distribuição, adiantou aquele responsável.

“É necessário que percebam que estão a trabalhar com uma marca comum”, pois só assim conseguirão melhores condições de preço, afirmou também Mandanelo à agência Lusa.

Para este representante dos produtores, é também necessário “afirmar os elementos diferenciadores deste produto”, pois no seu entender a maioria dos consumidores tem dificuldade em identificar o verdadeiro queijo Serra da Estrela, procurando muitas vezes apenas “um queijo de ovelha de pasta mole”.

De entre os dezasseis produtores, oito são queijarias certificadas, o que “torna o concelho num dos maiores produtores de queijo Serra da Estrela da região” afirmou Artur Abreu, da organização do certame.

A secretária de Estado da Administração Interna, Dalila Araújo, esteve presente na abertura do certame e disse que este é “um produto que nos faz sentir orgulhosos de ser portugueses”.

A governante afirmou que o queijo Serra da Estrela “está presente em todo o mundo” e é uma referência da portugalidade.

“É destas iniciativas que o país precisa”, disse Dalila Araújo, num elogio à organização.

Por sua vez, o presidente do município, Carlos Alexandrino, afirmou ser fundamental que “todos os municípios se unam para melhor divulgar este produto, nacional e internacionalmente”.

O edil considerou muito importantes este tipo de eventos, mas sublinhou a necessidade de se “fazer uma maior divulgação, sobretudo em Lisboa, onde se encontra o grosso dos consumidores”.

Também presente na abertura da feira, o presidente da Região de Turismo do Centro, Pedro Machado, apelou à “coerência” na comunicação e na divulgação do queijo Serra da Estrela, pois – disse – “este é um dos produtos que leva mais longe o nome da cidade e da região”.

O programa da feira, este ano alargado para dois dias, inclui entre outras iniciativas uma oficina de provas de vinho do Dão, um “show cooking” da responsabilidade do chefe Hélio Loureiro, um passeio equestre intitulado “rotas da pastorícia” e a exposição “A vida de pastor é muito chata” que mostra utensílios e roupas pastoris.

No certame estão presentes mais de 160 expositores, entre queijarias, fabricantes de enchidos e de outras atividades tradicionais.

A Feira do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital termina no domingo com um desfile da Confraria do Queijo Serra da Estrela e de outras confrarias nacionais e espanholas convidadas para o evento.

One Comment

  1. Isabel Penicheiro says:

    Queremos nos Inscriver para a Festa do Queijo,mas eu nao encontro uma Ficha.Faz favor diga me como eu posso me inscriver pelo E-Mail.Obrigado.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.