Comissão para a revisão do metro reúne na segunda-feira

Foto Gonçalo Manuel Martins

A comissão para a revisão do projeto Metro Mondego (MM) vai visitar as obras do empreendimento na segunda feira, disse hoje o representante da câmara de Coimbra naquele grupo de trabalho, Rui Ernesto Figueiredo.

A visita às obras na ferrovia da Lousã, da qual já foi removida a quase totalidade dos carris, com início previsto para as 10:00, tem objetivos essencialmente de ordem técnica, acrescentou, à agência Lusa, aquele responsável.

Criada na sequência de uma reunião, em 02 de fevereiro, dos presidentes das câmaras de Coimbra, Lousã e Miranda do Corvo com o secretário de Estado dos Transportes, Correia da Fonseca, a comissão tem a tarefa de “encontrar soluções de redução” de gastos “não essenciais” ao projeto”, devendo apresentar uma proposta no prazo de dois meses.

A esta comissão compete detetar as “simplificações” que podem ser feitas no sentido de tornar “menos oneroso” o empreendimento, cujo papel não é “embelezar cidades, mas oferecer soluções de transportes para as pessoas”, sublinhou, na altura da criação deste grupo de trabalho, Correia da Fonseca.

Além do elemento indicado pela câmara de Coimbra, a comissão integra um representante de cada um dos dois outros municípios abrangidos pelo projeto do MM (Miranda do Corvo e Lousã), dois elementos nomeados pelo secretário de Estado dos Transportes, um representante da MM, um da REFER (Rede Ferroviária Nacional) e outro do IMTT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres).

Está, entretanto, a decorrer este sábado uma visa às obras do MM, igualmente com objetivos de ordem técnica, promovida pela secção da Região Centro da Ordem dos Engenheiros.

O projeto MM prevê a criação de um metropolitano ligeiro de superfície no ramal da Lousã e em Coimbra, garantindo, designadamente, ligações ao centro da cidade e à zona onde se localizam os hospitais da Universidade e Pediátrico e onde está a ser implantado o Pólo III da Universidade de Coimbra (Pólo de Saúde).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.