Candidatura de 52 milhões do Metro nunca foi entregue no QREN

Posted by

Foto Luís Carregã

“Esteve sim apenas prevista inicial e informalmente”. A conclusão é da administração da Metro Mondego, depois da reunião na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Desse encontro resultaram “um conjunto de constatações e conclusões” que foram anexadas ao ofício para o chefe de gabinete do ministro das Obras Públicas a solicitar “o agendamento de uma reunião” com António Mendonça para que seja possível “assegurar e garantir as fontes de financiamento mais adequadas” para o projeto.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. José Manuel says:

    Exmos. Senhores, o único comentário que me ocorre fazer é o seguinte, cambada de incompetentes e irresponsáveis; é por causa de gente como esta que o país está da forma que todos sabemos. Passado todo este tempo a incompetência e a irresponsabilidade, avançou com obras sem que estivesse garantido o financiamento, mandou arrancar os carris do comboio colocando assim em causa a qualidade de vida dos utilizadores e por fim o que mais me revolta, é que a culpa vai morrer solteira e estes iluminados vão continuar a encher-se.

  2. E agora, em 2018, passados oito anos sem comboios, voltam a acenar (encenar?) a possibilidade de um financiamento semelhante para um projeto mirabolante, muito pior para a segurança e conforto dos utentes.
    MDRL – Movimdento de Defesa do Ramal da Lousã

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.