Mais de 750 bombeiros reúnem-se sábado na Figueira da Foz

Posted by

Lídio Lopes

A Liga de Bombeiros Portugueses (LBP) vai reunir, sábado (26), no Casino Figueira, mais de 750 dirigentes e elementos de comando de associações e corpos de bombeiros. Em causa está o transporte de doentes em ambulância.

Os bombeiros vão apreciar e votar um documento de trabalho elaborado pelo conselho executivo da LBP, para posterior apresentação ao Ministério da Saúde (MS). “A LBP acredita que, caso a proposta seja aceite pelo MS, a crise vivida no âmbito do transporte de doentes pode ficar sanada”, refere aquela estrutura em comunicado.

Desfile de clássicos ensaia evento nacional

Os Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz (BVFF) quiseram contribuir com duas iniciativas paralelas e complementares ao congresso extraordinário para, por um lado, lhe atribuir uma maior visibilidade, disse hoje (24) aos jornalistas o presidente dos Voluntários Lídio Lopes.

Porém, por outro lado, avançou, o desfile de viaturas antigas dos bombeiros, datadas até 1980, que vai percorrer as ruas no final do congresso, servirá de “experiência piloto” para o encontro nacional daqueles clássicos, que a corporação quer organizar, possivelmente ainda este ano.

No desfile de sábado, que sai às 18H00 do parque da Avenida de Espanha, percorre a marginal até à Praça Nova e regressa ao ponto de partida, participam perto de 40 viaturas. Provêm de diversos concelhos da região, entre os quais Coimbra, Soure ou Tábua.

A animação ao final da tarde vai estar também a cargo das fanfarras- dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz e de São Mamede de Infesta- que atuam na Esplanada Silva Guimarães e na zona do Casino Figueira. Esta, segundo Lídio Lopes, é mais uma forma de chamar a atenção dos populares para o evento.

Evento esse que, nas suas palavras, vai marcar a história dos bombeiros, pelo número recorde de congressistas, oriundos de todos os pontos do país. Reflexo, continua Lídio Lopes, da “enorme preocupação e perturbação que o tema está a criar nas corporações”.

No caso específico da Figueira da Foz, diz, a situação está a “perturbar o investimento que foi feito nas viaturas para esses serviços e a contratação de recursos humanos, que tiveram de ser alvo de formação”. Se o MS não mudar a sua posição, afiança, a corporação será “obrigada a despedir pessoas assalariadas”.

Os BVFF efetuaram menos 47 serviços de transporte de doentes, em relação a janeiro de 2010, e a faturação, em dezembro do ano passado, diminuiu cerca de 400 euros, relativamente ao período homologo de 2009.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.