“1974”: a arte de evocar em palco o tempo de um país

A ditadura, a Revolução de Abril e a entrada de Portugal na Comunidade Europeia. Os três períodos mais importantes e significativos da contemporaneidade portuguesa cruzam a nova produção do Teatro Meridional. “1974” – em palco amanhã (12) e domingo (13), às 21H30, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra –, tem como tema central a identidade de um país, o nosso.

Quase a encerrar a residência artística em Coimbra, no âmbito do programa traçado pel’A Escola da Noite para a sala da zona histórica da cidade, o Teatro Meridional – distinguido recentemente com o Prémio Europa Novas Realidades Teatrais – propõe agora ao público a produção “1974”.

Em palco, Carla Galvão, Cláudia Andrade, David Pereira Bastos, Emanuel Arada, Filipe Costa, Inês Lua, Inês Mariana Moita, Miguel Damião, João Melo, Rui M. Silva e Susana Madeira, numa co-produção Teatro Nacional D. Maria II/Teatro Meridional, destinada a um público a partir dos 12 anos.

Os ingressos variam entre seis e 10 euros. As reservas devem fazer-se através dos telefones 239 718 238 e 966 302 488.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.