Figueira Grande Turismo aposta em evento único

Posted by

Arquivo - Jot'Alves

A empresa municipal FGT vai manter a Figueira Gastronómica mas reduz drasticamente o número de eventos, passando de seis para um. Isto, sem contar com a Festa da Sardinha da Figueira da Foz, que este ano abandona os restaurantes e regressa ao Coliseu Figueirense.

Em rigor, nunca de lá saiu, uma vez que a Malta do Viso e administração da praça de touros deram continuidade ao formato popular, ao qual têm aderido milhares de pessoas. “Este ano, a Festa da Sardinha realiza-se sem os restaurantes porque a Malta do Viso já estava a trabalhar no evento (nos dias 9,10 e 11 de junho). No próximo ano veremos como vai ser”, elucida Pedro Malta, administrador da FGT.

Mário Esteves, vice-presidente da Associação de Hotelaria e Restauração do Centro (AHRC) não gostou da mudança: “os eventos gastronómicos devem ser organizados por profissionais”. O dirigente advoga que “os restaurantes da cidade têm condições para dar continuidade à Festa da Sardinha, com ou sem a FGT”. Recorda, por outro lado, que “foi a AHRC que criou e dinamizou o certame, durante muitos anos”.

Por isso, garante Mário Esteves, “a associação apoiará o evento se os restaurantes lhe quiserem dar continuidade”. E a empresa municipal de turismo também está disponível para apoiar, como fez até agora? “Apoiamos a Festa da Sardinha da Figueira da Foz (a do Coliseu)”, responde Pedro Malta, não deixando margem para dúvidas.

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.