Coimbra foi o distrito da abstenção e do voto em branco

Posted by

Cavaco Silva perdeu quase 28 mil votos e Manuel Alegre deixou de contar com cerca de 23 mil votos no distrito, em comparação com as eleições de 2006. São números de grande dimensão que ficam escondidos, no caso de Cavaco, pelo aumento da 2, 8 da percentagem obtida.

Para Manuel Alegre o resultado é muito mais penoso no distrito porque a quebra de votos refletiu-se diretamente numa descida percentual em cerca de quatro pontos.

Fernando Nobre consegue mais um por cento que Mário Soares obteve há cinco anos e Francisco Lopes mantém a percentagem de Jerónimo de Sousa, embora com menos três mil votos nos 17 concelhos do distrito.

Metro fez abstenção pulverizar todos os recordes

A abtenção de 76,2 por cento na Lousã e de cerca de 86 por cento em Miranda do Corvo teve um papel importante no aumento da abstenção, que no total do distrito chegou a 54,7 por cento (menos 56 mil votos do que nas anteriores presidencias), abaixo da média nacional mas, mesmo assim , com menos abstenção do que noutros distritos, como Beja, Bragança e Vila Real.

Como demonstração de desagrado da população, registe-se que o distrito de Coimbra, no seu todo, bateu o recorde de votos em branco, de todo o território.

O ambiente vivido em grande parte das mesas de voto de Miranda do Corvo, Lousã e algumas freguesias do concelho de Coimbra foi absolutamente insólito perante a falta de afluência, a que se junta o episódio da freguesia de Serpins onde o portão do edifício onde estavam as duas mesas de voto foi selado a cadeado pelo povo.

A fé do povo

Na vila de Miranda do Corvo a religião parece mesmo ter ultrapassado a política com os fiéis da Igreja Católica a participarem na procissão em honra de São Sebastião, mas sempre com o apelo à abstenção, literalmente, como pano de fundo.

A causar também alguma estranheza o facto da votação do candidato outsider Manuel José Coelho ter ultrapassado o comunista Francisco Lopes em diversos concelhos: Lousã, Mira, Penela e Poiares, tal como, com grande surpresa – por ser um concelho urbano – em Cantanhede. Por outro lado, Francisco Lopes logrou entrar no pódio dos mais votados em Arganil, único concelho deste distrito onde ultrapassou Fernando Nobre.

8 Comments

  1. Uma grande lição de cidadania vinda da população do concelho de Coimbra. Eu também votei em branco.

  2. jorge santos says:

    se o voto fosse electronico muita gente votava.. inclusive eu!

  3. Os portugueses continuam a ser um povo burro e estúpido…
    continuam a votar nos responsáveis da crise em que Portugal se encontra….
    a abstenção era a única forma de lhes mostrar em que não concordávamos com
    o sistema….

    • António Mendes says:

      Você, pelos vistos, é uma "democrata" … mas igual às "democratas" do antigamente ! Espero que seja suficientemente inteligente para perceber que cada um tem o direito de ousar o seu voto … Compreendo o seu desencanto: também eu votei, mas em branco… por protesto… e não me considero burro por isso… Se você tivesse mais uns anos (acredito que seja jovem!) e tivesse vivido no tempo da ditadura salazarenta, talvez fosse mais sábia, compreensiva e tolerante !
      – Decerto que sabia dar mais valor àquilo que se chama voto e consciência … e compreendia que muitos daqueles que votaram, nominalmente, neste ou naquele "responsável da crise" o fez em consciência …e no seu direito!
      – Escolha um povo que não seja "burro e estúpido,,," e vá viver para lá! mas saiba, desde já, que no dia em que lá chegar, esse povo ficará muito pior, muito mais duro e intolerante ,,, não beneficiando nada com a sua inteligência.

    • João Marques says:

      Esse tipo de opiniões são totalmente descabidas… Se querem realmente mostrar que são contra o sistema ou que estão contra o que se passa no nosso país, DEVIAM ir votar nem que fosse branco! Isso sim mostra a força de um povo! Agora não ir votar apenas simboliza uma falta de interesse e de descuido para com tudo o que se passa! Mas não se preocupem, que a continuar assim um dia destes temos aí a ditadura novamente e aí sim, aí já ninguém se tem de preocupar em ir votar…

  4. uma pessoa says:

    eu não votei, mas se fosse electronico, votava!

  5. todosnos temos culpa deviamos era correr coms os do costume nem que fosse a bassourada eu votei em todos.

  6. Jorge Fresco says:

    Pois é! " Como dizia Saramago, o voto em branco é a demonstração do nosso DESCONTENTAMENTO."
    Não votar é uma cobardia de quem se julga muito inteligente…
    Pode ser que na proxima vez, pensem melhor em quem VERDADEIRAMENTE DEFENDE QUEM TRABALHA E QUEM PRODUZ EM PORTUGAL.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.