Câmara de Montemor vai fiscalizar projetos da Quinta de S. Luís

A autarquia de Montemor-o-Velho vai fiscalizar a totalidade dos projetos da urbanização Quinta de S. Luís, na freguesia de Pereira, que engloba mais de uma centena de prédios e admite participar as conclusões ao Ministério Público.

“Vamos fiscalizar, verificar se os projetos de estabilidade e todos os que fazem parte do projeto global estão de acordo com as normas previstas e regulamentadas”, disse o vereador Abel Girão.

Embora não concretize uma data para a verificação dos projetos dos edifícios e infraestruturas estar concluída, Abel Girão frisou que a fiscalização já se iniciou e que a autarquia pretende que esteja concluída “no curto prazo”.

No final de uma reunião, na quinta feira à noite, com moradores dos prédios afetados, Abel Girão reafirmou que a câmara pretende apurar responsabilidades sobre as causas do deslizamento, verificada na passada semana e que admite participar as conclusões ao Ministério Público.

“Queremos saber, em concreto, o que aconteceu aqui. Se de facto se deveu a um erro de projeto ou foi uma situação imprevista”, frisou.

Durante a reunião, António Tadeu, perito em edifícios da Universidade de Coimbra, questionado por moradores sobre possíveis causas do deslizamento, embora não especificando, admitiu que o incidente terá ocorrido por “um conjunto” de razões.

“Em geral, quando há acidentes, é muito difícil que a causa seja única”, declarou.

Na passada semana foram detetadas fissuras e desníveis em dois blocos habitacionais, alegadamente provocados por um deslizamento de terras no subsolo.

Dois edifícios de construção recente afastaram-se dos adjacentes vários centímetros, existindo ainda fendas em garagens e passeios da urbanização.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.