TreeHotel inova no Botânico de Coimbra

Foto Gonçalo Manuel Martins

A mata do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra está a acolher um projecto inovador a diversos níveis. O TreeHotel Coimbra partiu de uma ideia original concebida pelo Estúdio dass para a ExperimentaDesign Lisboa 2009 e poderá transformar-se num futuro próximo na solução ambiental e economicamente sustentável para aquele extraordinário espaço verde da cidade.

Como confirmaram ao DIÁRIO AS BEIRAS os responsáveis pela instalação do TreeHotel em Coimbra, Nuno Janeiro e António Alte da Veiga, uma dupla de jovens profissionais interessados nas áreas da arquitectura, design e sustentabilidade ambiental, que fizeram questão de trazer o projecto ao Jardim Botânico, a sua apresentação pública irá acontecer já a 10 de Setembro.

Depois dessa data, num projecto acolhido com “entusiasmo” pelo Botânico, como disse a sua directora, Helena Freitas, e apoiado pela Turismo de Coimbra, já será possível pernoitar na acolhedora estrutura instalada num espaço magnífico do Botânico: o bambuzal da mata.

Garantida aos amantes da natureza e das coisas novas que é possível fazer para com ela viver em maior harmonia está uma noite num lugar seguramente mágico. Os interessados podem candidatar-se desde já no endereço treehotelcoimbra@gmail.com.

Ao DIÁRIO AS BEIRAS, Helena Freitas confessou: “O que me seduziu na ideia foi o facto de ser uma casa com uma arquitectura sustentável, mas também a possibilidade de as pessoas pernoitarem na mata do Jardim Botânico, o que tem um grande poder de sedução. Por outro lado, disse ainda a responsável, “trata-se de uma habitação que tem a intenção de revelar também as questões da sustentabilidade da construção, hoje uma ideia fundamental”.

E esta possibilidade de abrir o jardim à “hotelaria”? Para Helena Freitas, trata-se de uma ideia que talvez possa vir a transformar-se numa “possibilidade real na sustentabilidade de espaços desta natureza”. É que a responsável entende que “a hotelaria, uma hotelaria muito particular e associada à natureza, pode perfeitamente ser uma opção para a manutenção de espaços destes”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.