Prazos do Metro Mondego ainda não estão redefinidos

Foto Gonçalo Manuel Martins

O ministro das Obras Públicas disse hoje em Coimbra que ainda não está definida a reprogramação do projeto do metro ligeiro de superfície no Ramal da Lousã e na cidade de Coimbra, escusando-se a apontar prazos.

“Os projetos estão a decorrer naturalmente com todos os ajustes que se impõem face à situação financeira atual”, disse António Mendonça, à margem da cerimónia da inauguração da variante sul de Coimbra do IC2.

O projeto do metro ligeiro de superfície que ligará os concelhos de Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra está a ser analisado pela tutela (acionista maioritário da SMM) no âmbito da reprogramação de investimentos públicos do PEC, o que gerou uma onda de preocupação na região perante uma eventual suspensão ou adiamento da obra.

Projetado para circular no Ramal da Lousã e num circuito urbano em Coimbra, o projeto tem em curso as empreitadas relativas aos troços Miranda-Serpins e Alto de S. João (Coimbra)-Miranda, após terem sido levantados os carris daquela linha ferroviária.

Os receios da população motivaram inclusive uma petição com mais de sete mil assinaturas, entregue em finais de julho na Assembleia da República.

Aos jornalistas, o ministro António Mendonça disse que está a ser estudada a “oportunidade de lançamento dos novos concursos”, considerando que “está em causa uma recalendarização tendo em conta a situação financeira atual do país”.

“Não posso dizer qual é o atraso (do projeto), as coisas estão a ser ponderadas em função das oportunidades e necessidades”, disse o governante, salientando que o metro do Mondego “é um projeto importante que complementa aquilo que está a ser feito no domínio rodoviário” em Coimbra.

Para o dia 22 de setembro está agendada uma assembleia geral da sociedade Metro Mondego, depois de o acionista Estado ter faltado à última assembleia geral, a 29 de julho.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.