Morcela de arroz de Leiria quer ser certificada

Seis produtores criaram uma associação para certificarem a morcela de arroz de Leiria, disse esta segunda-feira um dos promotores, adiantando que o objectivo é divulgar o produto a nível regional e nacional.

“A associação foi criada para podermos aglutinar todos os produtores de morcela de arroz de Leiria, para divulgar este produto em todo o país e para certificar a morcela de arroz como um produto de interesse regional”, afirmou o presidente da assembleia-geral da Associação de Produtores da Morcela de Arroz de Leiria (APMALEI).

Rui Ferreira salientou que a morcela de arroz de Leiria tem especificidades que devem ser preservadas, começando na sua produção, um trabalho que classificou como “artesanal”.

“O que a distingue é a forma como é feita: na tripa do porco juntam-se as partes mais gordas da carne do animal, incluindo vísceras e sangue, e arroz”, explicou o dirigente da APMALEI, considerando que embora esta iguaria “seja já muito conhecida, mesmo além fronteiras, o objectivo é que seja mais divulgada”.

Aberta a outros produtores, a associação quer que a morcela de arroz de Leiria não seja vista apenas como “entrada” numa refeição ou como “petisco”, acrescentou o responsável.

“Queremos que também seja incluída no prato principal”, referiu, acreditando que maior divulgação pode também significar mais vendas para os produtores.

“Naturalmente que esse é também um objectivo”, observou Rui Ferreira, adiantando que no seu caso comercializa, em média, 1.500 a 2.000 quilos de morcela de arroz de Leiria por mês.

Para promover a morcela de arroz, a associação, com sede na freguesia da Boa Vista, concelho de Leiria, propõe-se organizar e participar em eventos de caráter social, recreativo, desportivo e gastronómico.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.