Numa Tree House na Mata do Botânico

Foto Gonçalo Manuel Martins

A paisagem é sublime e a proposta tentadora. Em Setembro, os amantes da natureza e de uma forma de vida sustentável podem candidatar-se a pernoitar no Botânico.

A descida até ao bambuzal, bem no interior da mata do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra é, por si só, uma aventura. Não apenas porque a mata se abre muito raramente aos visitantes – continuam a falar mais alto os condicionalismos financeiros da universidade –, mas sobretudo por se tratar de um espaço natural magnífico no coração da cidade.

Fica, assim, muito mais aliciante a proposta nova e única, em termos de abordagem à sustentabilidade ambiental a que é necessário responder desde já, e que um conjunto de especialistas coordenados pelo Estúdio dass para a ExperimentaDesign Lisboa 2009 concretizou no projecto que agora chega a Coimbra.

Em relação à Tree House em instalação junto ao bambuzal e que irá começar a acolher “hóspedes” a partir de Setembro próximo, como ontem sublinhou Helena Freitas, o Jardim Botânico funciona “como entidade de acolhimento”.

Mas, disse ainda a directora do espaço duas vezes centenário da Universidade de Coimbra, mesmo funcionando apenas como entidade de acolhimento – embora proporcionando todo o apoio logístico e de manutenção –, o Botânico “revê-se”, naturalmente, no projecto que lhe foi proposto por Nuno Janeiro e António Alte da Veiga, dois jovens de Coimbra a trabalharem, respectivamente na área da arquitectura e da conservação e restauro de bens culturais.

Instalada agora no Jardim Botânico, numa estadia que conta também com o apoio da empresa municipal Turismo de Coimbra, a Tree House irá funcionar como um espaço residencial numa unidade hoteleira, embora um hotel “particular”. Desde logo, como ontem sublinharam Helena Freitas e Nuno Janeiro, pelo “conceito” que encerra e pelo “espaço” onde se integra.

No que respeita à operacionalidade do projecto, que se encontra em instalação e que deverá ser formalmente apresentado nos primeiros dias de Setembro, está inteiramente “salvaguardada”, nomeadamente no que respeita às questões de segurança, de acesso e de circulação no Jardim Botânico.

Para já, os interessados podem candidatar-se – treehotelcoimbra@gmail.com – a pernoitar naquele espaço notável, com preços a aproximarem-se muito dos praticados no mercado turístico regular. O que, tudo o indica, permitirá uma experiência absolutamente única.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.