Caça às rolas, patos e outras aves migratórias arranca domingo

A época de caça às rolas, pombos e outras aves migratórias arranca no domingo, uma semana depois do habitual.

Caçadores e ambientalistas apontam “erros” no calendário venatório 2010-2011 e reclamam alterações à legislação que enquadra o sector.

Nesta época venatória, que proíbe cartuchos com granalha de chumbo nas zonas húmidas incluídas em áreas classificadas, os caçadores podem caçar desde domingo a rola (até 30 de Setembro), a pomba-da-rocha (31 de Dezembro), patos e outras sete espécies (20 de Janeiro), o pombo-torcaz (20 de Fevereiro) e a pega-rabuda (28 do mesmo mês).

A data de abertura do calendário venatório foi criticada por federações e associações de caçadores, descontentes por só poderem “disparar” uma semana depois do habitual, numa altura em alegam que “já não há rolas” nas regiões Norte e Centro.

A Federação Portuguesa da Caça (FENCAÇA) mostrou-se ainda descontente pelos “atrasos” no calendário, definido numa portaria em Diário da República a 27 de Maio, mas depois alterado, numa portaria de 22 de Julho, “a apenas um mês da abertura” da época.

Já as associações ambientalistas criticam a falta de ordenamento, a permissão do abate de espécies em vias de extinção e “erros” no calendário venatório.

A Quercus considera “um contrassenso” que, no Ano Internacional da Biodiversidade, o Governo permita que se inclua a rola-brava, “uma espécie em vias de extinção“, na lista de animais a abater.

A Liga para a Protecção da Natureza (LPN) classifica o calendário como um “mau exercício de gestão sustentável da caça” e reivindica, por exemplo, a revogação imediata das cinco novas espécies às quais se pode “atirar” este ano.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.