Opinião: Vamos a banhos?

Posted by

A época balnear já chegou. Este ano, o tempo tem andado incerto, mas esperamos que o verão venha para ficar. Um pezinho na areia só fica completo com um mergulho na água e, quanto a isso, podemos estar descansados.

A Agência Europeia do Ambiente já confirmou que a maioria das estâncias balneares, em toda a Europa, tem águas em excelentes condições para essa rotina da estação solarenga. O relatório, lançado no final do passado mês de maio, não deixa margem para dúvidas: 85 % das zonas balneares analisadas têm condições quase perfeitas para um mergulho em segurança.
Se atentarmos a Portugal, as notícias são ainda melhores. O país encontra-se no top 10 dos 30 países onde as amostras foram colhidas. Estamos acima da média europeia com 87 % das estâncias balneares com uma classificação «excelente» das suas águas.

Os dados foram avaliados em 2017 e, por isso, indicam os melhores locais de águas balneares para este ano. Em Portugal, não só de Norte a Sul do país, como também nas Regiões Autónomas somos capazes de encontrar estas estâncias balneares. Todas as regiões têm números muito positivos, mas o Algarve destaca-se com 106 zonas costeiras.

Aliás, os resultados europeus mostram que as áreas costeiras, por norma, têm melhor qualidade, em comparação com os rios e lagos, na zona interior. Enquanto as águas balneares do litoral atingem o critério «excelente» em 86,3 % dos casos, as interiores chegam à mesma categoria em 82,1% das estâncias analisadas.

Todavia, não deixemos que os números nos enganem. Se observarmos com atenção, a evolução é muito positiva, porque as zonas balneares interiores registaram uma subida de 4 pontos percentuais, em comparação com 2014. É preciso recordar que os lagos e rios têm menor fluxo e, por consequência, a sua capacidade de autorrenovação também é mais baixa.

A nível nacional, foram colhidas mais de três mil amostras, entre 1 de maio e 15 de outubro de 2017. Há um total de 95 % de águas balneares classificadas como «boas» ou «excelentes» no território. São 603 as estâncias balneares com água sem poluentes no país.

Nos últimos 40 anos, a qualidade das águas balneares tem melhorado a olhos vistos, graças à introdução da Diretiva Europeia sobre as Águas Balneares. A monitorização e gestão eficazes que daí ocorreram traduziram-se em reduções significativas nas águas residuais municipais e industriais tratadas ou parcialmente tratadas que terminam no mar, lagos e rios.

Trabalhamos sempre para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos europeus, mesmo quando falamos em lazer. Esta Diretiva não só tem resultado em águas balneares que alcançam os padrões mínimos exigidos, como também tem feito com que essas estâncias elevem a sua qualidade para as normas mais elevadas.

Agora os portugueses não têm desculpa para não darem um mergulho. Basta escolher uma região do mapa e seguir viagem. Por que não organizar um roteiro? As opções são mais do que muitas. Vamos a banhos?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.