Governança essencial na saúde mental

Posted by

FOTO DB/PEDRO RAMOS

A liderança e governança são essenciais na mudança e evolução dos cuidados de saúde mental prestados, defende José Caldas de Almeida, professor jubilado de Psiquiatria da Universidade Nova de Lisboa.

O médico explica que a abordagem comunitária, que contribui para a melhoria do bem-estar, qualidade de vida e respeito pelos direitos humanos das pessoas que sofrem de perturbações mentais só pode ser generalizada pelo território se houver “política, plano e legislação” de saúde mental.

As suas afirmações foram proferidas ontem na conferência “Novos Rumos para a Saúde Mental em Portugal”, promovida pela Fundação Beatriz Santos, em Lordemão.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.