Sons à descoberta da cidade e do seu património mundial

Posted by

A celebrar cinco anos de classificação da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia como Património Mundial pela UNESCO (organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), o programa Sons da Cidade – a acontecer esta sexta-feira, sábado e domingo –, deixa a todos o repto para a descoberta dessa riqueza ainda tão desconhecida. O que faz sob o signo da intervenção artística e através do cruzamento dos diversos patrimónios: “do edificado à língua e à música, da imagem à palavra e desta ao corpo e ao seu movimento”.

Nestes três dias, o convite para a descoberta de tanto de extraordinário no património – material e imaterial – que Coimbra tem para oferecer, concretiza-se em diversas visitas guiadas pela cidade, na exibição de um filme, numa conversa e peça no Jardim Botânico, numa festa Joanina, numa performance que incita a deambular pelas ruas da Alta, num ensaio assistido na rua da Sofia, num espetáculo de percussão na praça do Comércio e ainda num concerto de Adriana Calcanhotto no TAGV. Todos os eventos são gratuitos, com exceção do jantar Joanino (sábado, 20H00), e do concerto de Adriana Calcanhotto (domingo, 21H30).

No programa Sons da Cidade [ver programa em baixo], uma iniciativa integrada no projeto Lugares Património Mundial do Centro, da Universidade de Coimbra, Câmara Municipal de Coimbra e Turismo Centro de Portugal, com produção e direção artística do Jazz ao Centro Clube, fica o destaque para dois eventos que são duas criações para esta quinta edição.

“Já só o vento canta”, um percurso sonoro pelas ruas da Alta, com conceção e direção de Américo Rodrigues, assistência artística de José Neves e Cristina Benedita, João Grosso e Luís Bragança Gil como formadores. E ainda “ECOimbra”, uma criação musical de Carlos Alberto Augusto, com a interpretação de Simantra, Grupo de Percussão – Andrés Pérez, Carolina Saldanha, Leandro Teixeira, Luiz Ferreira, Ricardo Monteiro e Sérgio Bernardo.

Para além das diferentes propostas destinadas a todos os públicos, destaque ainda para o concerto de Adriana Calcanhotto que, por fim, apresenta em Coimbra, no TAGV, “A Mulher do Pau-Brasil”. Embaixadora da Universidade de Coimbra desde 2015, a cantora e compositora brasileira assume este concerto inspirada pelo movimento modernista brasileiro dos anos 20, no seu “Manifesto da Poesia Pau-Brasil”, e a sua influência sobre o Tropicalismo (toda a informação externa deve ser devorada e reinventada nos seus próprios termos). Em palco Adriana Calcanhotto reflete sobre todas estas novas experiências, acompanhada por Gabriel Muzak ( guitarra, mpc e voz) e Ricardo Dias Gomes (piano, baixo e voz).

 

Programa

22 JUN | SEX

12H00 | Paço das Escolas | Memorial Universidade de Coimbra Alta e Sofia

 14H30 | Estuda do Jardim Botânico da UC | Conversa sobre Património Mundial | Mapa Use-It Coimbra

 18H30 | Jardim Botânico | “Jungle Red”, Carlota Lagido

 21H30 | TAGV | “Universidade de Coimbra, Alta e Sofia: Vamos Descobrir?”, filme de Ilyas Kaduji, Tiago Figueiredo

 

22 | 24 JUN | Centro Histórico de Coimbra | Roteiro Gastronómico

| parceria APBC

 

 23 JUN | SAB

10H00 | FLUC | Visita guiada CMC | O Património Mundial do Estado Novo

 15H00 | Largo D. Dinis | Visita guiada CMC Colégios Universitários da Alta

 16H30 | Largo S. Salvador | visita guiada Alta(s) histórias soltas

[repete a 24 de junho]

 16H30 | Pavilhão Centro de Portugal | caminhada inclusiva Recriar Caminhos

 

20H | 23H | Largo do Poço | Festa Joanina

18H30 | Colégio de S. Bento | “Já só o vento canta” | Performance deambulatória pela Alta de Coimbra [repete a 24 de junho]

 21H30 | Praça do Comércio | ECOimbra

 

 24 JUN | DOM

14H30 | Rua da Sofia | ensaio público do espetáculo “Sofia Meu Amor”

 21H30 | TAGV | A Mulher do Pau-Brasil, concerto de Adriana Calcanhotto

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.