Bispo António Marto elevado a cardeal

Posted by

O bispo português António Marto é a partir de hoje cardeal, tendo recebido o anel e barrete cardinalício das mãos do papa Francisco.

Este é o quinto consistório público para a criação de cardeais no pontificado de Francisco.

O papa anunciou a 20 de maio a criação, como cardeal, de António Marto, bispo de Leiria-Fátima, de 71 anos, integrado numa lista que inclui colaboradores diretos do papa e responsáveis do Paquistão, Peru e Madagáscar.

Os 11 novos cardeais eleitores (por ordem de anúncio pontifício) são o patriarca Louis Sako, do Iraque; D. Luis Ladaria, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé (Santa Sé); D. Angelo De Donatis, vigário do Papa para a Diocese de Roma; D. Giovanni Angelo Becciu, substituto da Secretaria de Estado do Vaticano; D. Konrad Krajewski, esmoler pontifício; D. Joseph Coutts, arcebispo de Karachi (Paquistão); D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima; D. Pedro Barreto, arcebispo de Huancayo (Peru); D. Desiré Tsarahazana, arcebispo de Toamasina (Madagáscar); D. Giuseppe Petrocchi, arcebispo de L’Aquila (Itália); D. Thomas Aquinas Manyo, arcebispo de Osaka (Japão).

Segundo a agência Ecclesia, ainda hoje antes da cerimónia, o papa Francisco enviou uma carta a todos os novos cardeais, pedindo-lhes sobriedade, comunhão e alegria nas suas novas funções.

“Esta alegria do Povo de Deus, devemos guardá-la com o nosso coração de pastores, não permitindo que a mundanidade lhe tire nobreza. Não permitas que o espírito mundano a desprestigie com expressões festivas e celebrações de tipo mundano. A alegria segundo Deus é, sempre, sóbria e profunda”, escreveu Francisco.

Francisco fala numa “proximidade” entre Roma e as várias dioceses do mundo, “com a sua história, tradição, cultura, modo de pensar e celebrar a alegria do Evangelho”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.