Manifestação dos “sem casa” após os fogos de 15 de outubro

Posted by

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

Os habitantes dos concelhos da região lesados pelos incêndios, muitos deles ainda a viver em casa de familiares, ou em habitações precárias e mesmo tendas e rulotes, manifestaram-se ontem em frente à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento regional do Centro, (CCDRC), em Coimbra.

O ponto da situação da reconstrução de casas de primeira habitação é de 1.707 registadas como totalmente destruídas, 1.400 das quais com pedido submetido ao programa governamental de Apoio à Reconstrução Permanente, sendo que, através da CCDRC, só foram contratualizadas até agora 266 habitações permanentes.

São números ontem divulgados por Nuno Pereira, do Movimento Associativo de Apoio às vítimas dos Incêndios de Midões, que organizou a concentração, em parceria com a Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADAI).

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.