Dia do Antigo Estudante da UC assinala Tomada da Bastilha II

Posted by

Um espetáculo com a participação do Coro dos Antigos Orfeonistas, Orfeon Académico, Associação dos Antigos Tunos [todos da Universidade de Coimbra], Orquestra de Tangos, Grupo Raízes de Coimbra e o mágico Jorge Condorcet assinala hoje, a partir das 21H30, no Teatro Académico de Gil Vicente o Dia do Antigo Estudante da UC e o 64.º aniversário da Tomada da Bastilha. Evento integra-se na XX Semana Cultural da Universidade de Coimbra.
A Tomada da Bastilha está inscrita na história da Associação Académica de Coimbra (AAC) como um dos momentos mais marcantes da irreverência estudantil coimbrã. Um grupo de estudantes que “assaltou” a Casa dos Lentes e a tomou para si como sede da Academia.
Mas o edifício da AAC, onde hoje a conhecemos, surge como casa da Academia de Coimbra após “uma revolução estudantil” que aconteceu a 4 de abril de 1954, conta Polybio Serra e Silva. Com a participação de “muitos estudantes da Tuna Académica e do Orfeon Académico”, foi “tomado de assalto o edifício do Instituto de Coimbra”, que depois se transformou “em património da Associação Académica”, acrescenta aquele antigo estudante. “Podemos dizer que, a 4 de abril de 1954, foi a altura em que se lançou a primeira pedra do novo edifício da AAC”, adianta.
Após vários anos em que o Dia do Antigo Estudante da Universidade de Coimbra se apresentou como uma “data móvel”, acabou por ser sugerido o 4 de abril, como forma de homenagear aquela que passou a ser conhecida como a Tomada da Bastilha II.
Em 2018, apesar de não poder celebrar-se no próprio dia, a comemoração do 64.º aniversário da efeméride acontece esta noite no TAGV. O espetáculo tem ingressos com preços a variarem entre os sete (público em geral) e os cinco euros (preço para estudante, comunidade UC e outros descontos).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*