Referendo sobre Garraiada agita academia e “ressuscita” espírito participativo dos estudantes

FOTO DR

Caso para dizer: “o tema que está a incendiar as redes sociais”.  Multiplicam-se os posts e comentários, num debate que muitas vezes exalta as emoções dos intervenientes. Enquanto uns evocam “o valor da tradição e da cultura”, outros destacam “a dor infligida ao animal”.

É já amanhã, terça-feira, que os estudantes da Universidade de Coimbra (UC) vão votar a continuidade (ou não) da Garraiada. Durante todo o dia, o referendo vai decorrer em todas as faculdades da UC, naquele que será um dia marcante na história recente da academia e da Queima das Fitas.

A decisão de levar a votos esta matéria foi anunciada no final de fevereiro, em comunicado do Conselho de Veteranos, divulgado através da sua página de Facebook. “Para o ano 2018, a Comissão Central da Queima das Fitas decidiu por unanimidade propor a abolição da Garraiada como evento tradicional da festa. Face a esta oposição, o Conselho de Veteranos e a Associação Académica de Coimbra, entidades tutelares da Queima das Fitas, acordaram na realização de um referendo”, explicou o coletivo.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. F. Gouveia says:

    È uma barbaridade, é desumano,é um atentado tratar os animais com espadas e enganos!

  2. Zé da Gândara says:

    Dêem antes aos jovens "estudantes" um bilhete para uma viagem à República da Jamaica em executiva nas Linhas Aéras da Jamaica 🙂 isso sim era serviço útil… agora perder tempo em garraiadas… as garraiadas já estão fora de moda há muito 🙂 as idas à Jamaica, pelo contrário, não 🙂 são bem populares e são no fundo um sdrviço público 🙂

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.