Autor de incêndio na Serra da Lousã começa hoje a ser julgado

Posted by

O homem de 68 anos de idade que ateou fogo à encosta da Serra da Lousã virada para Castanheira de Pera, às 23H30 de 8 de agosto de 2016, começa hoje a ser julgado.
Responsável pelo início do incêndio – de forma propositada, segundo a acusação – levou à destruição de 520 hectares de mato e floresta, num prejuízo avaliado em quase um milhão de euros, a que acresce valor semelhante de despesas de combate.
O dispositivo da proteção civil destacado para o teatro de operações só controlou as chamas três dias depois, a 11 de agosto, quando o fogo foi considerado extinto.
O acusado, residente no concelho de Castanheira de Pera, deslocou-se, naquele dia de verão, à serra da Lousã, próxima da sua casa, “com o intuito de atear fogo”, dando assim início “a um incêndio que consumisse a densa e abundante vegetação que ali existia”.

 

Notícia completa na edição impressa do dia 15 de março de 2018

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.