Antecipada construção da ETAR que servirá Mira e Cantanhede

Cantanhede e Mira receberam ontem da Águas do Centro Litoral (AdCL) a garantia de que vai ser antecipada a construção de uma ETAR que servirá os dois concelhos, num investimento a rondar 12 milhões de euros.
A nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) deverá ser construída na freguesia da Tocha (Cantanhede), numa zona de fronteira com Mira, e tratará os efluentes dos dois concelhos que atualmente são encaminhados para a ETAR de Ílhavo, atravessando os concelhos de Mira e Vagos.
Os autarcas acreditam que a nova estrutura terminará com situações pontuais de contaminação de terrenos agrícolas causados pelo subdimensionamento do sistema.
“A conceção e execução da ETAR, através de empreitada, deverá ser lançada a concurso até final do próximo mês de maio, abrindo caminho para a solução definitiva de um problema que será bastante mitigado com o aumento da capacidade das estações elevatórias do Intercetor Sul em 15 por cento a 20 por cento, cuja empreitada já foi concluída, e também com outras obras complementares que estarão concluídas dentro de três semanas”, referem em comunicado conjunto as duas autarquias, citando o presidente da AdCL, Nelson Geada.
A garantia da AcDL foi dada no final de uma reunião com a presidente da Câmara de Cantanhede, Helena Teodósio, e o presidente da Câmara de Mira, Raul Almeida, e surge como corolário da pressão das duas autarquias e de associações ambientalistas dos dois concelhos.

 

Notícia completa na edição impressa de 21 de março de 2018

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.