Candidatura conjunta de Leiria e Coimbra a Capital Europeia da Cultura é “despropositada” – vereador de Leiria

Posted by

O vereador da Cultura da Câmara de Leiria considerou segunda-feira à noite “despropositada” e “descontextualizada” a proposta da homóloga de Coimbra para uma candidatura conjunta das duas cidades à organização da Capital Europeia da Cultura.

Gonçalo Lopes lembrou, em declarações à agência Lusa, que “Leiria foi a primeira cidade da região Centro a assumir a candidatura a Capital Europeia da Cultura (CEC) em 2027.

“Assumimos a candidatura ainda no mandato anterior, por isso achamos despropositada e descontextualizada esta proposta de união de candidaturas da região centro, tanto mais que outras já avançaram muito antes da de Coimbra. No fundo, Coimbra anda atrasada neste processo”, sublinhou o vereador.

A reação surge na que sequência de declarações da vereadora Carina Gomes que, comentando uma afirmação anterior de Gonçalo Lopes sobre a “falta de coesão” da candidatura de Coimbra em relação à de Leiria, exortou, em reunião do executivo do dia 05 de fevereiro, “Leiria a integrar a candidatura de Coimbra a CEC”.

“Convidei Leiria a aliar-se a Coimbra porque certamente juntos somos mais fortes”, disse na reunião do executivo a vereadora, citada pelo jornal “Notícias de Coimbra”.

Dia 12 de fevereiro, o vereador da Cultura de Leiria respondeu à homóloga de Coimbra, confirmando um contacto informal entre a vereadora e um seu assessor. “Mas não houve um papel nem um ofício [sobre o convite]”, acrescentou.

“A candidatura de Coimbra apareceu no âmbito de uma candidatura autárquica. A nossa foi a primeira de todas”, frisou Gonçalo Lopes, considerando “estranha” a intenção de candidatura conjunta “surgir só agora”.

Segundo o autarca, “há já muitas candidaturas no terreno” e, no caso de Leiria, “está uma equipa formada há bastante tempo” e “já com muito trabalho feito”.

“Na região centro há muitas capitais de distrito interessadas numa candidatura e temos de respeitar todas. Não queremos mal a ninguém, todas têm o seu papel. Mas esta ideia da candidatura conjunta? Coimbra anda distraída e atrasada, porque Leiria foi a primeira a manifestar interesse”, concluiu.

No dia 02 de fevereiro, o vereador da Cultura de Leiria afirmou que a candidatura de Coimbra a receber a CEC em 2027 “não é uma ameaça” à de Leiria por falta de coesão, encarando-a como “uma inevitabilidade”, porque “foi apresentada como uma proposta meramente eleitoral”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.