Recuperação do Cine Teatro de Arganil gera discórdia na reunião camarária

FOTO DR

A recuperação do edifício do Cine Teatro Alves Coelho foi um dos principais assuntos, a par dos incêndios, abordados na última reunião camarária de Arganil, que decorreu na passada terça-feira.

“Não há nada que revitalize este centro urbano e a recuperação do Cine Teatro seria fundamental para que o centro da vila voltasse a ter uma dinâmica”, constatou o vereador socialista, Fernando Vale, explicando que “gostaríamos que o município entrasse em acordo com a Misericórdia, no sentido de, uma vez por todas, recuperar este edifício emblemático do concelho de Arganil”.

Concordando também que “há uma certa apatia no centro da vila”, Rui Silva (também do PS) reforçou que “há que repensar aquilo que se tem vindo a fazer, no sentido de virarmos isto ao contrário, tentando encontrar soluções que criem movimento e confiança económica”.

Em resposta, o presidente da câmara, Luís Paulo Costa, garantiu que esta situação “será objeto de discussão, mas não na esfera pública”, já que “não é assim que entendemos que assuntos sérios como é o caso do Teatro devam ser tratados”. Fernando Vale questionou então o executivo: “Se a discussão não for feita em esfera pública nestas reuniões, onde será feita?”.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.