PSD elege sábado novo líder. Conheça o histórico do partido em números

Posted by

As eleições diretas de sábado, disputadas entre Pedro Santana Lopes e Rui Rio, serão as oitavas na história do PSD, depois de terem sido introduzidas em 2006 pelo então presidente do partido Luís Marques Mendes.

Desde que se realizam diretas para eleger o presidente do PSD as mais renhidas disputaram-se, até agora, em 2008, com diferenças inferiores a dez pontos entre o primeiro e o terceiro candidatos: Manuela Ferreira Leite foi a vencedora com 37,9% dos votos, Pedro Passos Coelho ficou em segundo com 31,06%, seguindo-se Pedro Santana Lopes com 29,6%. Em quarto lugar ficou Patinha Antão, com 0,68%.

Em quatro das sete eleições diretas apenas houve um candidato a presidente do PSD, caso da primeira que consagrou Marques Mendes líder por este novo método e das três reeleições do ainda presidente, Pedro Passos Coelho.

Só por uma vez as diretas foram disputadas entre dois candidatos, Marques Mendes e Luís Filipe Menezes, em 2007, que o segundo venceu com uma diferença de dez pontos percentuais.

São 70.385 os militantes do PSD que vão poder participar no sábado na escolha do próximo presidente social-democrata, universo eleitoral semelhante a outras eleições do partido em que houve disputa de liderança.

Nas eleições diretas do PSD em que houve mais do que um candidato, o universo eleitoral situou-se entre os 63 mil, em 2007, e os 78 mil, em 2010.

Nas primeiras diretas do PSD, em 05 de maio de 2006, com o candidato único Marques Mendes, foram cerca de 55 mil os eleitores, tendo votado apenas perto de 20 mil.

Em 2007, com Marques Mendes contra Menezes, subiu o universo eleitoral – para 63.042 – e o número de votantes – 39.353.

Em 2008, com quatro candidatos à liderança (Manuela Ferreira Leite, Pedro Passos Coelho, Pedro Santana Lopes e Patinha Antão) sobe novamente o número de eleitores – 77.090 – e o de votantes – 45.592.

Dois anos depois, em 2010, voltam a ser quatro os candidatos à liderança (Pedro Passos Coelho, Paulo Rangel, José Pedro Aguiar-Branco e Castanheira Barros) e regista-se o recorde no número de eleitores – 78.094 – e no de votantes, que ficam nos 51.748.

Nas eleições diretas de 2012, 2014 e 2016 Passos Coelho foi sempre candidato único e o número de eleitores rondou os 50 mil e o número de votantes andou perto dos 20 mil militantes.

Seguem-se os números de todas as eleições diretas disputadas no PSD, de acordo com o ‘site’ oficial do partido na Internet:

05 DE MAIO DE 2006 – MARQUES MENDES

Eleitores: 55.486

Votantes: 20.713 (37,33%)

Marques Mendes: 18.832 (90,92%)

28 DE SETEMBRO DE 2007 – LUÍS FILIPE MENEZES

Eleitores: 63.042

Votantes: 39.353 (62,42%)

Luís Filipe Menezes: 21.101 (53,62%)

Marques Mendes: 16.973 (43,13%)

31 DE MAIO DE 2008 – MANUELA FERREIRA LEITE

Eleitores: 77.090

Votantes: 45.592 (59,14%)

Manuela Ferreira Leite: 17.278 (37,90%)

Pedro Passos Coelho: 14.160 (31,06%)

Pedro Santana Lopes: 13.495 (29,60%)

Patinha Antão: 308 (0,68%)

26 DE MARÇO DE 2010 – PEDRO PASSOS COELHO

Eleitores: 78.094

Votantes: 51.748 (66,26%)

Pedro Passos Coelho: 31.671 (61,20%)

Paulo Rangel: 17.821 (34,44%)

José Pedro Aguiar-Branco: 1.769 (3,42%)

Castanheira Barros: 138 (0,27%)

03 DE MARÇO DE 2012 – PEDRO PASSOS COELHO

Eleitores: 53.270

Votantes: 21.412 (40,20%)

Pedro Passos Coelho: 20.266 (94,65%)

25 JANEIRO 2014 – PEDRO PASSOS COELHO

Eleitores: 46.430

Votantes: 19.711 (42,45%)

Pedro Passos Coelho: 17.521 (88,89%)

05 MARÇO 2016 – PEDRO PASSOS COELHO

Eleitores: 50.518

Votantes: 23.422

Pedro Passos Coelho: 22.276 (95,11%)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.