Ferry encomendado pelo governo timorense foi arrestado

Posted by

Foto: Pedro Agostinho Cruz

O ferry que a Atlanticeagle está a construir para o Governo de Timor-Leste foi arrestado por um subempreiteiro que prestou serviços aos estaleiros, apurou o DIÁRIO AS BEIRAS. Fonte da administração da empresa de construção naval garantiu, porém, que o arresto ainda não terá sido consumado.

“Quem acionou o arresto também nos deve dinheiro”, afiançou a mesma fonte. Esta situação, no entanto, garantiu, não impede que se continue a trabalhar na embarcação, sendo certo, contudo, que o ferry não poderá sair dos estaleiros enquanto a dívida reclamada não for liquidada.

Este é um caso que ultrapassa as relações comerciais entre armador e construtor, tendo em conta que o primeiro é um governo amigo de Portugal. De resto, a construção do ferry já soma cerca de um ano de atraso, mas há que descontar as alterações ao projeto.

A fonte da administração da Atlanticeagle acredita, porém, que o assunto será ultrapassado em breve, projetando um prazo de seis meses para a entrega da embarcação. “Queremos terminar o navio, e o governo timorense também quer que o navio seja concluído”, garantiu.

(Notícia completa na edição em papel do DIÁRIO AS BEIRAS de 10 de janeiro de 2018)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.