BE questiona Governo sobre assédio na Polícia Municipal

Posted by

O caso de um alegado assédio, moral e sexual, a agentes da Polícia Municipal, levou o Bloco de Esquerda (BE) a questionar o Governo sobre as medidas a tomar junto da Câmara de Coimbra e da Direção Geral da Administração Local.

A pergunta ao Governo, através do Ministério das Finanças, foi formulada pelos deputados José Manuel Pureza (eleito por Coimbra), Sandra Cunha, José Soeiro e Isabel Pires. No documento, citam notícias e uma denúncia ao Grupo Parlamentar do BE, segundo a qual o “comandante assediou moral e sexualmente agentes da Polícia Municipal”.

Os deputados descrevem, depois, de forma detalhada, os factos que as agentes relatam e que as levaram a pedir transferência. São “práticas reiteradas de tratamento discriminatório face a outros trabalhadores, por parte do comandante, sempre com o objetivo de as humilhar e constranger – o que consubstancia assédio moral – bem como da utilização de expressões conotadas como de assédio sexual”, explicita o BE, perguntando se o Governo tem conhecimento desta situação.

(Texto completo na edição impressa)

One Comment

  1. AUTENTICA VERGONHA.
    Já era de esperar, pois em vez de andarem na rua a ver as infrações que se cometem, preferem ficar nos gabinetes com a mulheres, daí os assédios!!!
    Esta Polícia Municipal de Coimbra nem sequer devia existir, são uns incompetentes que não se conhece em mais lado nenhum.
    Liga-se para esta policia a indicar infrações e eles simplesmente ignoram, não aparecem, não é por um acaso que os lugares reservados a deficientes na Av. Fernão de Magalhães se encontram sempre ocupados com pessoas não deficientes!! SÃO DOS POLICIAS MAIS INCOMPETENTES QUE EXISTEM EM COIMBRA. SÃO UMA VERGONHA, SÓ PASSEIAM DE CARRO PARA DESTRUIR DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES…,.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.